segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Roteiro: Londres em 7 dias (Inglaterra)

Londres foi nossa penúltima cidade da viagem para o Reino Unido e arredores. Viemos de trem saindo de Liverpool, um trajeto de 2 horas mais ou menos.

Fizemos este roteiro de 7 dias e agora compartilhamos com vocês. Esperamos que seja útil! :)

DIA 1

1. REGENT'S PARK/ 2. LONDON EYE/ 3. BOROUGH MARKET/ 4. TOWER BRIDGE



Regent's Park
Um dos maiores e mais belos parques de Londres. Quando estivemos lá estava rolando uma maratona. Caminhamos, compramos comida e almoçamos lá mesmo. Estava um dia agradável, com sol, lago, esquilinhos e flores com cores incríveis para deixar a nossa tarde ainda mais bonita. No Regent's Park você também encontra o London Zoo, um dos zoológicos mais antigos do mundo.
DICA! O parque é enorme e tem mapas a cada entrada. Para acharmos o Queen Mary's Gardens, por exemplo, a gente se perdeu muito! Sugerimos que pegue um mapa online ou mesmo tire foto de algum desses mapas das entradas para ir acompanhando pelo celular.

London Eye
A London Eye é uma das atrações mais recentes e marcantes de Londres. Construída em 1999, é uma roda-gigante enorme com cabines também enormes, onde podemos ter uma vista privilegiada da cidade em 360º. O passeio dura cerca de 30 minutos. Não é necessário comprar ingresso antecipado, mas você pode economizar algumas libras com isso. Consulte os preços aqui.

Cruzeiro pelo Rio Tâmisa
Confira aqui os preços para passear de ferryboat pelo Tâmisa. Você pode comprar o ticket no mesmo lugar da London Eye. A saída é na mesma região, inclusive. Existe um guia que fala sobre a história de cada construção que se observa na beira do rio (ou cruzando ele). Dentre eles, vemos: a própria London Eye, London Bridge, Tower Bridge, Casa do Parlamento etc. O passeio dura aproximadamente 1 hora.
DICA! No ferryboat tem um bar, então compre sua cerveja antes de começar o passeio e divirta-se!

Borough Market
Se você gosta de comer e beber, vá para o Borough Market. É uma das feiras mais antigas de Londres, com 1000 anos de existência e em torno de 250 anos no mesmo local que está hoje. Lá encontramos quiosques de diversos tipos de comidas (prontas ou para fazer em casa) e bebidas: desde regionais até quiosques especializados em queijos ou mesmo em tortas inglesas. Vale a pena almoçar um dia por lá. Além da variedade, é um lugar lindo e inspirador.
ATENÇÃO! Só é aberto ao público de quinta-feira a sábado. O restante da semana o market funciona como centro de distribuição de produtos.
DICA! Aproveite as desgustações. Quase todas barracas oferecem.

Tower Bridge
A Tower Bridge é uma das pontes mais icônicas do mundo. Sempre confundida com a London Bridge (não têm nada a ver uma com a outra, mas confundimos), foi fundada no fim do Século XIX. Comprando o ticket, pode-se subir nas torres, atravessá-las, observar o Rio Tâmisa e ver a estrutura interna bem conservada das torres. Saindo delas, temos acesso à casa das máquinas (responsáveis por levantar e baixar a ponte). Bem divertido e interessante.
DICA! Resolvemos poupar e comprar um ingresso-combo para visitarmos o Monument também (ver dia 6). Pagando apenas pelo passeio na Tower Bridge seria £9. Com o Monument pagamos £10,50.

Pub Crawl
Dia cheio e ainda inventamos de ir em Pub Crawl! Ou seja, andar mais ainda, beber e terminar na balada. Quem liga? Estávamos de férias! \o/ Escolhemos o pub crawl que o hostel indicou, que focava no bairro de Camden, um dos bairros mais descolados de Londres. Clique aqui e confira.


DIA 2

1. CAMDEN TOWN/ 2. PICCADILLY CIRCUS/ 3. CARNABY STREET/ 4. COOKIE DO BEN´S COOKIES


Camden Town
Camden é um dos bairros mais legais de Londres. Lá você encontra as pessoas mais descoladas, desde punks a hipsters, e todas as lojas que constroem esses estilos. Há uma infinidade de feiras, lojas, quiosques e stands.
As feiras são:
DICA! Em setembro/2014 foi inaugurada no Stables Market uma estátua da Amy Winehouse em tamanho natural. Vá lá tirar uma fotinho e aproveite pra ouvir alguma jam session que certamente estará rolando.

Piccadilly Circus
A grande atração desta praça são os grandes luminosos publicitários que super iluminam a rua à noite. É divertido ver como as pessoas (aka turistas) param e sentam para assistir os comerciais. Lá também encontramos a estátua de Eros, o famoso cúpido. Aproveite para ver as lojas finérrimas da região.

Carnaby Street
A Carnaby Street fica no Soho, um dos bairros mais undergrounds de Londres. É um calçadão com grandes lojas e restaurantes bacanas.

Oxford Street
A Oxford Street é a rua comercial mais movimentada da Europa. Se você tiver fobia de pessoas, não vá para lá. O trânsito de turistas e londrinos é muito intenso! Mas vale conferir as lojas que tem por lá.
DICA! Se ainda não experimentou Ben's Cookies, não sabe o que está perdendo. Eles têm a fama de produzir os melhores cookies do mundo e nós concordamos com isso. Há várias lojinhas espalhadas em Londres, mas você pode ir nos da Oxford também.


DIA 3

1. NOTTING HILL/ 2. PORTOBELLO ROAD/ 3. KENSINGTON GARDENS/ 4. HYDE PARK (HOMEM DISCURSANDO NO SPEAKERS CORNER)



Notting Hill
Notting Hill ficou mundialmente conhecida pelo filme "Um Lugar Chamado Notting Hill", mas deve-se ir além da livraria que inspirou a trama. Ande pelo bairro e observe as lindas casas e outras construções da época vitoriana. Se conseguir ir em um sábado, você pegará a famosa feira de Portobello Road, a Portobello Market. Acesse o blog Mapa de Londres e confira um roteiro que você pode fazer a pé pelo bairro.

Portobello Road
A Portobello Road fica em Notting Hill. Lá encontramos lojas de roupas, antiguidades, souvenirs etc. Como dissemos antes, vale mais a pena ir aos sábados para conferir o Portobello Road Market.

Kensington Gardens
Kensington Gardens e Hyde Park são praticamentre extensões um do outro, por isso fizemos os dois no mesmo dia. Apesar disso, pegamos metrô para nos deslocarmos (sim, dois parques juntos é muita coisa para andar). Como em muitos lugares da cidade, em Kensington Gardens há bicicletas para alugar. Resolvemos fazer isso e conhecer mais rápido o parque. Passamos por um grande lago e pelo Palácio de Kensington, onde morou Lady Diana e onde moram Príncipe William e a Duquesa Catherine atualmente. Desde 2005 há uma exposição de objetos da Princesa Diana.

Hyde Park 
No Hyde Park se encontra uma aura menos pacífica que em Kensington Gardens. Lá a agitação começa com pessoas dançando sob seus patins e fazendo coreografias e continua no Speakers Corner (Recanto do Orador). Segundo o Wikipedia, no Speakers Corner "qualquer cidadão pode fazer discursos criticando qualquer um, com exceção da Família Real e do governo inglês. Para discursar, o orador tem de estar sobre um caixote ou tablado pois, segundo a tradição britânica, o orador não pode estar sobre solo inglês, se o orador não estiver pisando em solo inglês ele estará isento das leis e tradições britânicas". Bom, vimos alguns em caixotes e outros não. As discussões eram muito sobre religião, política, sociedade e ecologia.


DIA 4

1. e 2. STONEHENGE/ 3. e 4. CIDADE DE BATH

Stonehenge e Bath
Stonehenge e Bath é um passeio imperdível e obrigatório para os que estão viajando pelo Reino Unido! Tanto que fizemos um post especial só pra eles. CLIQUE AQUI e veja todas as informações e dicas!


DIA 5

1. e 3. PALÁCIO DE BUCKINGHAM/ 2. CERIMÔNIA DA TROCA DE GUARDA REAL/ 4. BIG BEN (ELIZABETH TOWER)


Palácio de Buckingham 
Palácio de Buckingham é a residência real desde a época da Rainha Vitória, em 1937. Hoje ele serve não só como residência da Rainha Elizabeth II, mas também como gabinete da casa real. Até este ano, o palácio só era aberto ao público nos meses de agosto e setembro (cheque as datas corretas aqui, elas variam a cada ano). Mas você pode visitá-lo no inverno também, por um preço bem mais salgado (£75 atualmente). No Palácio fazemos um tour pelas 19 salas de estado que são decoradas com tesouros da coleção real e pinturas famosas (Rembrandt, Monet, Caravaggio etc). Você também encontra em exposição algumas peças pessoais da realeza. Tem uma ala bem impactante falando da infância da realeza. Lá encontramos brinquedos dos príncipes Harry e William (até do príncipe-bebê George), vídeos da rainha quando era criança, roupinhas do príncipe Charles, e em outras alas é possível ter acesso até a pertences da Lady Diana. Na saída, não deixe de tomar um chá e comer um doce como profiterólis nos jardins do palácio (sim, é possível fazer isso)! O ingresso (no verão e outono) custa £19,75, mas vale comprar antecipado online (a entrada tem hora marcada).
A TROCA DE GUARDA começa oficialmente às 11h30. De abril a julho acontece todos os dias, e de agosto a abril em dias alternados. Antes de ir, cheque o calendário aqui. E chegue pelo menos 1 hora antes se você quiser enxergar alguma coisa. É realmente muito disputado.
CURIOSIDADE! Quer saber se a rainha está em casa ou não? Olhe para a bandeira hasteada no topo do Palácio. Se for a bandeira da Inglaterra, ela não está. Se for o Estandarte Real, ela está!
BANDEIRA DO ESTANDARTE REAL DO REINO UNIDO

Horse Guards
Horse Guards já foi sede do exército britânico, hoje é sede da cavalaria real. É aqui que se celebra todos os anos no mês de junho o aniversário oficial da rainha, com uma parada militar fantástica chamada Trooping the Colour. A cerimônia é cheia de pompa e circunstância, a rainha realiza uma inspeção das tropas e então lidera-as até palácio de Buckingham.
DICA! Aqui também tem uma troca de guarda, tão legal quanto a do palácio. Começa oficialmente às 11h de segunda a sábado e às 10h aos domingos.

Big Ben (Elizabeth Tower) 
Big Ben está entre os marcos mais icônicos e populares de Londres, presente em quase todos os cartões postais da cidade e faz parte da edificação do Parlamento Inglês. O que poucos sabem é que na verdade aquela torre do relógio não é o Big Ben, e sim a Elizabeth Tower. O Big Ben é o sino que fica dentro da torre, e que tecnicamente você nunca vê, só ouve. O sino pesa 13 toneladas e 2,39m de altura. Infelizmente a visitação não é permitida para turistas, somente para residentes no Reino Unido.

Houses of Parliament
As casas do parlamento, também conhecido como Palácio de Westminster, é a sede do Parlamento do Reino Unido, e é um dos maiores parlamentos do mundo. Se você estiver interessado em assitir os debates e sessões parlamentares, a câmara dos comuns é aberta gratuitamente para todos. Informe-se sobre os dias e horários aqui. E ainda é possível fazer um tour guiado pelo Parlamento, a entrada custa £17,50.

Abadia de Westminster 
Westminster Abbey uma das igrejas mais importantes de Londres. Inicialmente católica, atualmente anglicana. É aqui que acontecem as coroações dos monarcas britânicos e alguns casamentos reais. Em 2011 foi palco do casamento do Príncipe William com a Kate Middleton. A entrada custa £18, mas para as missas a entrada é gratuita.

Trafalgar Square - Nelson's Column 
A Trafalgar Square é uma praça em homenagem à Batalha de Trafalgar, onde os ingleses venceram Napoleão Bonaparte. No centro dela se encontra a Nelson's Column (o Almirante Horatio Nelson é o herói que derrotou as tropas francesas) e os leões de bronze. É nessa praça que se comemora o ano novo em Londres, e é onde acontecem muitos protestos e eventos esportivos. É um lugar ótimo para se observar as pessoas, sentadas na grama ou nas escadas durante o dia!


DIA 6

1. NÓS NO SHERLOCK HOLMES MUSEUM/ 2. TOWER OF LONDON/ 3. ESCADA DO THE MONUMENT/ 4. SAINT PAUL´S CATHEDRAL



Sherlock Holmes Museum
Você provavelmente já ouviu falar das sagas do personagem Sherlock Holmes, não? O detetive Holmes e seu fiel escudeiro, Dr. Watson viveram na Baker Street 221b, entre 1881 e 1904, segundo as histórias escritas por Conan Doyle. É aquele caso típico de personagem marcante, que sai do livro e praticamente vira uma pessoa mesmo, uma personalidade da cidade. Tanto que hoje, na Baker Street 221b você realmente encontra a casa do Sherlock Holmes, como nos livros. Na parte de dentro há uma exposição com objetos e personagens dos livros e ainda pode-se tirar foto nas cadeiras do Sherlock e do Watson, com direito a chapeuzinho, lupa e cachimbo! O ingresso para entrar na casa/museu custa £10, e é vendido na lojinha do museu.
DICA! Aproveite o passeio pela Baker Street e visite o metrô com o mesmo nome (você provavelmente chegará de metrô, mas vale mencionar). Lá você verá a famosa imagem do perfil de Sherlock Holmes espalhada pelas sinalizações. Além disso, visite também a estátua em homenagem ao personagem, logo na saída do metrô. O monumento fica na Marylebone Road, London NW1 5LA

Tower of London 
Her Majesty's Royal Palace and Fortress, mais conhecida como Tower of London é um castelo com mais de 900 anos de história. Foi construída por “William, o Conquistador” para proteger a cidade. Inicialmente era só uma fortaleza, mas já foi palácio real, arsenal, local de execução (3 rainhas Inglesas foram executadas aqui), tortura e até prisão (daqui é que vem a expressão "sent to the Tower", que significa ser preso). Sua função variou muito ao longo do tempo. Hoje em dia, a Torre de Londres é uma das atrações turística mais populares. Aqui é onde as jóias da Coroa Britânica ficam guardadas, além de armaduras e outros tesouros históricos. O ingresso custa £22 (um pouco caro, mas vale a pena).
CURIOSIDADE! Procure pelos corvos, eles estão no local desde 1600! Segundo a lenda, o império ruirá se algum dia eles deixarem o local. Desde então, os corvos são muito bem alimentados e tratados por lá. Bom para os corvos e melhor não arriscar e manter a tradição, não?

The Monument 
The Monument to the Great Fire of London in 1666 (mais conhecido como apenas The Monument) é um memorial construido entre 1671 e 1677 para lembrar do grande incêndio de Londres (uma das maiores catástrofes da capital inglesa) e celebrar a reconstrução da cidade. Ele tem 61 metros de altura e 311 degraus até o topo. A subida é super sossegada, dá para ir parando no meio do caminho, e na saida você ganha um certificado por ter subido os 311 degraus! Vale pela vista e pelo contexto historico do memorial. A entrada custa £4, mas você pode comprar o ingresso do Monument junto com o do Tower Bridge (que fomos no dia 1), e aí fica £10,50 os dois. E não precisa ir nos dois no mesmo dia.

St Paul's Cathedral
St Paul's Cathedral é uma catedral anglicana sede do Bispo de Londres. A cúpula da catedral é a segunda maior do mundo, a maior é a Basílica de São Pedro no Vaticano. A catedral foi palco de grandes eventos ao longo dos anos: o casamento do Príncipe Charles e da Lady Diana Spencer em 1981, o funeral de Winston Churchill e Margaret Thatcher, as celebrações do Jubileu da Rainha Victoria, o aniversário de 80 anos e o Jubileu de diamante da Rainha Elizabeth etc. A entrada custa £16,50.

Tate Modern
Tate Modern é o museu de arte moderna e contemporânea mais visitado do mundo (4,7 milhões de visitantes por ano). Lá você encontra obras incríveis de artistas como Cézanne, Matisse, Picasso, Dalí, Pollock e Warhol. E o melhor de tudo, é de graça (exceto para algumas exposições especiais temporárias). É importante lembrar que todos os museus públicos da Inglaterra tem entrada gratuita.


DIA 7

1. ROYAL OBSERVATORY (PÉS NO MERIDIANO DE GREENWICH)/ 2. e 3. NATURAL HISTORY MUSEUM/ 4. ABBEY ROAD


Royal Observatory - Meridiano de Greenwich
No Royal Observatory encontra-se o Meridiano de Greenwich, que representa a longitude zero da Terra, determina os fusos horários e divide-a em oriente e ocidente. Aproveite para tirar uma foto no centro do mundo, saber mais sobre astronomia e ver o maior telescópio do Reino Unido no único planetário de Londres. A entrada no Royal Observatory custa £8,50.
ATENÇÃO! A sinalização do parque é meio precária para se achar o Meridiano. Ficamos meio perdidas porque não sabiamos que ele ficava dentro do observatório, e estávamos procurando indicações para o meridiano (que não é citado nas placa). Mas deu tudo certo, fomos pedindo informação até nos achar.

Natural History Museum
Museu de História Nacional de Londres exibe inúmeras espécimes de vários segmentos da história natural. Conta com muita interatividade para tratar dos mais diversos assuntos da ciência e da natureza. O museu é dividido em 4 zonas (blue, green, red e orange), cada uma trata de um tema diferente. Clique aqui para saber o que encontrar em cada zona. Resumidamente, você encontrará fósseis e simulações de dinossauros, mamíferos e corpo humano na blue zone; vulcões, terremotos e uma terra gigante na red zone; o Darwin Centre e o Wildlife Garden na orange zone; e ecologia da Terra, estátua de Charles Darwin e o famoso esqueleto de Diplodocus bem na entrada do museu, na green zone! A entrada é gratuita, como em todos os museus.

Abbey Road 
Para os fãs de Beatles, a Abbey Road é passagem obrigatória em Londres. A faixa de pedestres da Abbey é conhecida por ter sido a capa de um álbum dos Beatles com o mesmo nome. Desde então, muitos turistas vão até lá para tirar aquela foto clássica atravessando a rua!
ATENÇÃO! Para chegar lá, a estação de metrô certa é a St John's Wood, não a estação Abbey Road (que inclusive fica muito longe mesmo). Muitos turistas se confundem e acabam no lugar errado. Não se esqueçam, estação St John's Wood!
DICA AMIGA! Por mais fã de Beatles que você seja, não faça brasilidades! Não existem faróis para os carros pararem e eles são obrigados a frear a cada pedestre que passa. Então, atravesse e tire sua foto quantas vezes quiser, mas não PARE no meio da rua fazendo poses. Isso realmente é uma falta de respeito com os londrinos.

Esperamos que estas dicas sejam úteis para você que está planejando conhecer Londres. Caso tenha alguma dica a mais, informe-nos que incluiremos aqui! Boa viagem! CHEERS!


Posts relacionados:

Um comentário:

  1. Parabéns, pelo roteiro. Conheço bem Londres e acho que ele foi muito bem pensado.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...